Sobre o amor

Vários escritores fazem do amor uma história, um conto. Penso comigo mesma que não seja assim como páginas de um livro que, depois de lido, é esquecido pelo leitor.

Muitos dizem que o amor não passa de filosofia e frases bonitas, outros dizem que é um sonho, uma dádiva. Sabemos que o amor é um sentimento que ultrapassa gerações, mesmo que o ponto de vista tenha mudado ao longo dos tempos e ainda vai mudar.

Homem e mulher se encontram e se surpreendem inenarravelmente com a capacidade de florescer, ou seja, com a capacidade de superar desafios e diferenças, e, mesmo assim, continuar juntos. Tecnicamente, esse é o sentimento do amor.

Porém, quando fugimos da filosofia, o amor existe assim como o canto da andorinha e a magia torna tudo simples e agradável. Este sentimento é puro e às vezes até nos cega, não deixando de ser aquilo que é e aquilo que se ama.

A vida é um quebra cabeça que nunca está completo: embora estejamos sempre juntos, sempre faltará algo que temos que encaixar para poder dar certo.

Na vida nos é dado a maior e melhor capacidade de ser, doar e amar a outra pessoa e amar infinitamente como se fosse uma flor para cuidar e se maltratá-la ela desdenha.

4 thoughts on “Sobre o amor

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s