Viver

Hoje  digo que a minha realidade esta começando agora, porque quando eu era bebê de três anos e meio tive que fazer um cirurgia de adenóide porque eu não respirava direito, assim, fazendo minha mãe acordar todas as noites e por as mãos no meu nariz para ver se realmente eu estava respirando.

Quando estávamos indo para o hospital, meu pai falou com meu tio sobre o assunto. Chegando lá, fiquei dentro de uma sala de espera com meus pais. Logo depois, fui para a cirurgia – que foi um sucesso.

Quando fui para o quarto de recuperação, lá já tinha um médico dando oxigênio em outra mulher. O médico, por falta de atenção, trocou o oxigênio, colocando o mais forte para mim e o mais fraco para ela, gerando uma complicação em mim. A moça morreu e eu perdi a coordenação motora fina e ele foi me socorrer. Lá fiquei em coma. Como eu tenho um tio que é médico, ele me levou para casa com todos os meus familiares. Bem, não vou poder lhes falar muita coisa de quando cheguei em casa, mas algo posso dizer: fui bem cuidada por todos eles. Acho até que agradecer é pouco, mas só estou viva poque tive e tenho uma família que desde aquele tempo me cedeu o maior quarto da casa, já que os aparelhos que me mantinham eram grandes e pesados.

Hoje sei que tudo aquilo que foi feito por mim valeu a pena, porque so me fez ser quem sou.

6 thoughts on “Viver

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s