Não sei, vai que dá.

Falar sobre várias coisas para mim sempre foi fácil, pois sempre gostei de escrever. Querido leitor, embora eu escreva sobre situações do meu dia, sim, porque adoro falar de amor, um assunto tão simples, mas ao mesmo tempo tão amplo, é difícil ser simples.
Sei que poucos leem com atenção os outros assuntos como amigo e tesouros tristes, mas meus textos são mesmo o melhor que há dentro de mim, já que não faço por obrigação; me sinto livre e orgulhosa por fazer algo e ver que vai dá para concretizar, brincar e sonhar de fazer textos. Quando escrevo, sonho e quando sonho, brinco com as palavras.
Pensado bem, de alguns anos pra cá, eu mudei. Embora eu ache importante para mim, ainda tem pessoas que não aceitam, não enxergam e se fazem de cegas. Ok, isso não me incomoda, só queria te dizer, leitor, que, acima de tudo, algumas mudanças têm sim que acontecer, para o nosso amadurecimento. O que for pra ser vai ser, basta acreditarmos em nós.

4 thoughts on “Não sei, vai que dá.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s