Almas que se encontram


Hoje vou te contar uma história de duas famílias. 👨‍👨‍👧‍👦
Havia uma linda família, que tinha um pai herói e uma mãe gata borralheira. O pai era um príncipe militar que fazia parte do exército brasileiro e a mãe uma mulher que não teve muito estudo nem de gramática nem matemática, mas tinha muito amor no coração, sentimento que muita gente não tem. Aconteceu um belo casamento.
E o tempo passou, mas esse militar já tinha quatro filhos, duas meninas e dois menino, e a senhora tinha duas meninas. As filhas da senhora, assim como ela, tinham o coração bom.
Então foi confirmado que a mulher estava grávida, logo teve uma confusão, pois os filhos do militar não aceitavam a junção de ambos, mas o que eles não sabiam era que aquela menininha viria para juntar os irmãos.
Passando um tempo, a menina cresceu e se tornou uma linda mulher, que foi aprendendo tudo o que precisava para ser forte.
Descobri então que não podemos confiar nem na nossa sombra; ter uma família grande tem seu lado bom e o ruim; temos que ter um educador sem ser pai e mãe ou professor de escola, no meu caso foi minha irmã Kalau (sim, tem outros).
Mas, ao meu ver, só fazer promessas e não cumprir, sei lá, pode ser a convivência, ou aquele negócio de alma gêmea.
Quando eu estou triste, a Kalau sabe só pela minha voz, pois somos irmãs, igual naquele filme que acho lindo: “Irmão urso”, que fala de amizade entre irmãos.
Uma pequena oração:
Deus, abençoa minha irmã que me educa até hoje, amém.
“Para todos os irmãos do mundo”

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s